A força-tarefa da Polícia Civil tem mais um homicídio para investigar. A sétima execução ocorreu por volta das 0h10 do início da madrugada desta terça-feira (7), tendo como vítima o paraplégico Kleber Meneses Cruz, de 39 anos, nascido em Gonçalves Dias (MA).

Dois homens sobre uma motocicleta se aproximaram da residência da vítima, localizada na Rua Salmen, Bairro Maranhão, em Parauapebas. O piloto da moto parou o veículo nas proximidades da residência, o garupa desceu e foi até a casa de Kleber Meneses, batendo na porta e o chamando. A vítima afirmou ao assassino: “não vou abrir”. Em ato contínuo, o bandido arrombou a porta da casa, despertando o susto da mãe do cadeirante, mas o bandido afirmou: “eu só quero ele”, dando três tiros em seguida.

Kleber foi morto dentro de casa

De acordo a apuração da reportagem no local do crime, dois tiros atingiram a vítima, um na cabeça e outro nas costelas. Kleber estava deitado com um colchão na sala da residência quando foi executado.

Kleber usava bolsa de colostomia e vivia deitado em colchão na sala da casa. Ele era paraplégico há 13 anos, quando foi vítima de um atentado a bala.

A polícia segue com as investigações e suspeita que no local funcionava uma boca de fumo administrada por ele. O motivo do crime pode ter sido uma dívida com o tráfico.

 

 

 

 

Com informações de Neide Folha

Comments

comments