Polícia Civil desvendou, em menos de um mês, três casos de tentativa de feminicídio registrados em Redenção, sudeste do Pará. Os autores de dois dos três crimes estão presos e o outro foi identificado, mas permanece foragido. O balanço foi divulgado, neste domingo (03), como resultado das ações de combate à violência doméstica e familiar contra a mulher realizadas pela equipe da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), da regional do Araguaia Paraense, sediada em Redenção. Os crimes ocorreram em fevereiro.

Um dos casos teve como autor Joacy Pinheiro da Silva que tentou matar a ex-companheira com um canivete. Segundo a delegada Maria de Fátima Chaves dos Santos, da DEAM de Redenção, ele e a vítima estavam na residência em que moravam, no último dia 21 de fevereiro, quando teria ocorrido uma discussão entre eles, pelo fato de que a vítima queria sair para passear e o acusado não queria sair. Durante o bate-boca, Joacy feriu a vítima no abdômen. Ferida, ela correu para a rua pedindo socorro aos vizinhos. Ao ser abordado pelos policiais, Joacy não reagiu à prisão. A arma do crime foi apreendida.

No último dia 28 de fevereiro, a equipe da DEAM prendeu, por mandado de prisão preventiva, Rodrigo Iago Miranda por ter esfaqueado o abdômen da ex-companheira. O crime ocorreu no último dia 21 de fevereiro. As investigações mostraram que o agressor discutiu com a vítima um dia antes do crime. “O motivo foi que a vítima havia saído de casa para ir a uma festa”, detalha a delegada. Ele ficou aguardando a mulher retornar desde as 19 horas até por volta de 05 horas da manhã do dia seguinte.

 

 

Segundo a versão do acusado, o intuito era matar o suposto amante da vítima para que “ela aprendesse a respeitá-lo e para que o outro indivíduo não mexesse com a mulher dos outros”. Após o crime, o acusado fugiu e a vítima foi socorrida por populares. A tentativa de feminicídio foi comunicada à Polícia Civil somente quatro dias após o crime, pois os familiares da vítima estavam com medo de Rodrigo Iago, que é conhecido por envolvimento em crimes na região e por andar em companhia de criminosos.

No último dia 24 de fevereiro, Marcelo Paulo das Virgens foi preso após esfaquear no abdômen a ex-companheira de 16 anos. Segundo apurou a delegada, o preso só não matou a adolescente porque foi impedido por dois vizinhos que estavam no local e que conseguiram tomar a faca. Ouvida em escuta qualificada, a menor relatou que estava na frente de sua casa acompanhada do agressor, quando ambos discutiram.

Durante o bate-boca, ele entrou na casa e, ao retornar para a frente do local, estava armado com uma faca. Marcelo, depois do crime, fugiu. Policiais civis da DEAM de Redenção foram comunicados do crime e identificaram o autor que está com mandado de prisão preventiva solicitado à Justiça. Até o momento, ele não foi localizado. A arma do crime foi apreendida. As três vítimas foram atendidas pelo CREAS (Centro de Referência Especializado em Assistência Social), da Prefeitura da cidade.

 

 

 

 

Fonte: (DOL)

Comments

comments