Emater e Sempror levam orientação a pequenos agricultores de Serra Pelada

Reunidos pelo mesmo assunto e unidos pelo mesmo interesse, cerca de 150 pequenos agricultores estiveram participando do 1º SEMINÁRIO DE ACESSO A MERCADO PARA AGRICULTURA FAMILIAR.

O encontro, ocorrido na tarde de quarta-feira, 10, no Distrito Serra Pelada teve como objetivo explicar aos agricultores inseridos no PRONAF – Programa Nacional da Agricultura Familiar os trâmites para participação de chamadas públicas para fornecimento de seus produtos, principalmente, para a merenda escolar; ou para conseguir o SIM – Selo de Inspeção Municipal; além de financiamentos de bancos públicos.

Quem falou sobre chamadas públicas para fornecimento de seus produtos para a prefeitura municipal de Curionópolis foi a advogada Gabriele Zibett, detalhando quanto às documentações necessárias tanto junto ao Município e ainda na esfera estadual e federal.

O técnico da EMATER – Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural, Jorge Lima, explicou a respeito da DAP – Declaração de Aptidão ao Pronaf, especificando os tipos e utilidade de cada uma para a inserção no mercado de fornecedores de alimentos produzidos neste tipo de iniciativa.

Aberto para as falas e perguntas os participantes apresentaram suas demandas, entre elas o incentivo aos colonos. Entre as reivindicações estão o preparo de solo e fornecimento de sementes; fomento através de recurso financeiro; e o escoamento da produção, sendo necessário para isso estradas e emissão de licenças necessárias como, por exemplo, o selo de inspeção municipal.

De acordo com a Secretária Municipal de Produção Rural, Adriana Gomes, este seminário foi apenas um primeiro contato com os agricultores e que a partir dele muitas coisas deverão acontecer. “Na verdade, já estamos fazendo um trabalho de bastidor deste o início do governo, um deles é o diagnóstico rural, na tentativa de entender a realidade do campo e assim poder trabalhar de forma mais proveitosa”, explica Adriana, dando conta de que o seminário teve como objetivo ouvir os agricultores e assim construir com eles as iniciativas necessárias para chegar às soluções.

Quanto ao fornecimento feito pelos pequenos agricultores à Prefeitura de Curionópolis, Adriana Gomes afirma ser um desejo do prefeito Adonei Aguiar, que pretende comprar além dos 30% preconizado em Lei, todo o quantitativo que os fornecedores locais possam oferecer. “Mas para isto é preciso que os que queiram fornecer se legalizem juntos aos órgãos competentes, para que participem das chamadas públicas”, orienta a secretária.

No dia 23 o encontro se dará em Curionópolis, a partir das 14 horas, na Obra Kolping, quando haverá mais discussões e o amadurecimento dos debates em torno do assunto.

(Texto e fotos: Francesco Costa – ASCOM/PMC)

 

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password