Preço da gasolina vai aumentar no Pará e gás também pode sofrer alta

 

O preço médio do litro da gasolina sofrerá reajuste no Pará e em mais 18 Estados no Brasil. Os novos valores passam a valer a partir da próxima segunda-feira (1º), conforme a tabela do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publicada na edição de segunda (25) do Diário Oficial da União (DOU). O preço médio no Pará subiu de R$ 4,34 para R$ 4,41, mas isso foi na capital Belém. Aqui em Parauapebas, um litro de gasolina não sai menos do que R$ 4,81. Tomando por base o preço da gasolina em Belém, é a 11º mais cara do Brasil.

Em nenhum Estado brasileiro foi verificado redução de preço da gasolina. Afora os 19 Estados que registraram alta, os demais mantiveram o valor sinalizado na última tabela do Confaz. Minas Gerais é onde o valor da gasolina tem o preço mais elevado, em média de R$ 4,83. Já a gasolina mais barata é encontrada nos postos de Roraima, onde o valor do litro gira em torno de R$ 3,97.

 

 

Além da Gasolina Automotiva Comum (GAC), todos os demais combustíveis vão sofrer reajuste a partir da próxima segunda, no Pará. O preço médio da Gasolina Automotiva Premium passa de 4,34 para R$ 4,41, o litro do diesel S10 sai de R$ 3,83 para R$ 3,87, o óleo diesel de R$ 3,80 para R$ 3,85 e o Álcool Etílico Hidratado Combustível (AEHC) avançou de R$ 3,68 para R$ 3,69.

Gás de cozinha – A tabela de preços do Confaz também sinaliza alta no preço do GLP, o gás liquefeito de petróleo e que é utilizado nos botijões de gás de cozinha. O valor médio praticado no Pará já é o 6º maior do país. Avançou de R$ 5,92/kg para R$ 5,93/kg. Mato Grosso (R$ 7,55), Roraima (R$ 6,93), Tocantins (R$ 6,20), Acre (R$ 6,10) e Amapá (R$ 6,03) registram os maiores preços do produto.

 

 

De acordo com o último levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP), realizado entre os dias 17 a 23 de março, tem lugares no Pará onde o botijão de Gás já é encontrado a R$ 100. A pesquisa aponta o município de Xinguara com os maiores valores praticados no mercado paraense. Com um valor médio de R$ 94, o botijão na cidade do sul do Estado varia de R$ 90 a R$ 100. Em Parauapebas, o botijão custa R$ 90. Das 16 cidades analisadas pelo Sistema de Levantamento de Preços da ANP, o menor valor cobrado pelo botijão de gás está em Belém. O preço médio na capital paraense é de R$ 68,91. Foram observados 44 pontos de venda na cidade. O mais barato foi encontrado pelo valor de R$ 65 e o mais caro, R$ 85.

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password