O Natal parauapebense: Beleza na PA-275, mas por trás, milhões públicos e ordem judicial de suspensão dos serviços

Que a decoração de Natal ao longo da PA-275 em Parauapebas está muito bonita, isso não há de se questionar, mas nesta semana a justiça ordenou que os serviços de ornamentação de Natal parassem imediatamente, sob pena de multa diária no valor de  5.000,00 (cinco mil reais) para o Edmar Cruz Lima, secretário municipal de serviços
urbanos, o prefeito Municipal de Parauapebas Darci Lermen e a empresa JC Projetos e
Construções Ltda. A magistrada Rafaela de Jesus Mendes Morais, juíza de Direito da 3ª Vara Cíverl e Empresarial de Parauapebas foi quem representou o pedido de liminar acatando uma Ação Popular.

Seguindo a ordem judicial, desde ontem (3), a empresa encerrou os serviços e apenas parte da PA-275 está com a decoração de Natal funcionando. A justiça quer explicações sobre o valor de R$ 1.300.000,00 (um milhão e trezentos mil reais) destinados a JC Projetos para conclusão da iluminação Natalina. Rafaela de Jesus pediu que se faça um detalhamento das despesas, a fim de que se justifique o valor a ser pago pela Prefeitura a denominada empresa. Até que se conclua o caso e testemunhas sejam ouvidas, a empresa não receberá.

Descida da PA-275 entre as ruas 14 e 16

A magistrada também convocou o Ministério Público a apurar o suposto descaso com a saúde pública no Hospital Geral de Parauapebas e ouvir famílias que estariam sendo vítimas da ineficiência do serviço público de saúde.

Vale ressaltar que enquanto muitos populares contestam o valor da obra Natalina e a falta de obras na cidade, principalmente em regiões periféricas, muitos admiram e tiram fotos com a beleza da ornamentação. É uma Parauapebas de tristes contrastes, enquanto a maioria sofre padecendo com o abandono público, alguns riem de um Natal iluminado com os milhões dos cofres públicos.

 

 

Da Redação

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password