O vice-presidente do Grêmio Recreativo Jurunense Rancho Não Posso Me Amofiná, Félix Carlos Lopes, foi assassinado no início da tarde desta quarta-feira (16). O crime aconteceu na travessa Bom Jardim, entre as ruas do Timbiras e Caripunas, no bairro do Jurunas, em Belém.

De acordo com informações da Polícia Militar, dois homens ainda não identificados realizaram disparos de arma de fogo contra Félix Carlos Lopes dos Santos, 50 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O crime ocorreu por volta das 14h.

As primeiras informações levantadas pelas equipes do 20º Batalhão da PM, dois homens estacionaram um veículo prata na travessa Bom Jardim e caminharam até o carro da vítima que estava parada do outro lado da via. Eles realizaram os disparos, retornaram ao veículo e fugiram do local.

Foram identificadas câmeras de vídeo às proximidades do local do crime. As imagens serão analisadas pela Polícia Civil ao longo das investigações sobre o fato.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil do bairro do Jurunas. A Polícia Militar faz buscas na área em busca dos responsáveis. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

Além de vice-presidente, Félix era diretor de carnaval e responsável pela Sedução Ranchista, além de administrador da feira do Jurunas. Ele era casada e deixa ainda duas filhas.

Rancho lamenta o crime

Através de nota, o Grêmio Recreativo Jurunense Rancho Não Posso Me Amofiná prestou homenagem à vítima. “Toda comunidade Ranchista presta sua homenagem a este grande homem, que dedicou parte de sua vida à escola. O velório deve acontecer na quadra da escola no bairro do Jurunas, em Belém”.

 

 

(DOL)

Comments

comments