Repercutiu: Mulher leva socos após reclamar de assédio em Pré-Carnaval no Pará

O que era para ser um dia de muita diversão, transformou-se em um verdadeiro pesadelo para Amanda Lima, que relatou no próprio perfil do Facebook uma agressão sofrida na tarde do último sábado (5), quando pulava Carnaval com os amigos no bairro da Cidade Velha, em Belém.

Em entrevista, a jovem contou que foi agredida após reagir ao assédio sofrido por um rapaz, que também estava acompanhado. “Eu acabei me separando dos meus amigos em uma parte do trajeto, foi quando senti que me cutucavam nas nádegas com um tridente. Olhei para trás e vi um rapaz rindo de mim com a turma dele.”

Ela relatou que na primeira vez reclamou. Um dos rapazes alegou que foi “sem querer” e ela deixou passar. Mas a ação se repetiu, seguido das risadas e das galhofas, disse Amanda. Então, ela decidiu agir: “Me cutucaram com o tridente de novo e começaram a rir. Simplesmente fizeram chacota da minha cara. Então, revidei e joguei em um dos rapazes (que me cutucava) toda a bebida do meu copo”.

Ainda segundo a jovem, não demorou até ela encontrar os amigos e relatar o acontecido. Mas o pesadelo só continuou, quando dois dos rapazes que estavam no meio da confusão decidiram tomar satisfação.

“Um deles (o Gustavo) simplesmente chegou e me deu um soco. Meu namorado interveio, tentou me defender e esse cara partiu para uma violência gratuita com todos os meus amigos”.

A pancadaria só foi terminar com a chegada de policiais, que faziam a segurança do local. Amanda registrou um boletim de ocorrência e todos foram levados para a Seccional do Comércio, onde prestaram depoimento.

OUTRO LADO

Ainda nesta segunda-feira, um dos amigos do agressor de Amanda deu a sua versão da história, esclarecendo que todas as vezes em que o objeto cutucou as nádegas de Amanda foram acidentais. Ele afirma também que teria se desculpado na primeira vez, mas que “não foi levado a sério”.

“Depois de 20 minutos da segunda vez que esbarramos nela, ela jogou em meu rosto uma bebida alcoólica de taperebá. Essa bebida pegou nos meus olhos, gerando irritação e dor, que logo ficou bem avermelhado. A minha noiva me limpou e não tirei satisfação, pois a minha atitude inicial (mesmo que involuntária) causou isso, deixei por menos”, diz na publicação. Ele afirma, então, que quem deu início à briga teria sido Amanda e os amigos dela, após uma longa discussão.

“Os 3 homens que estavam presentes e 1 mulher foram em direção ao meu amigo e 2 mulheres em minha direção, nos empurrando. Em cima dele foram tapas e arranhões no qual ele revidou com socos, para se defender, que atingiram um rapaz e na moça.”

NINGUÉM PUNIDO

O relato de Amanda no Facebook já rendeu mais de 89 mil compartilhamentos e comentários defendendo a atitude da moça e outros contrários, dizendo que ela não deveria ter revidado daquele jeito. Apesar do caso ter sido recebido pela polícia, ninguém foi, de fato, responsabilizado.

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password