A juíza federal Louise Filgueiras foi esfaqueada ontem (3), após ser atacada pelo procurador da Fazenda Matheus Carneiro Assunção, na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, na Avenida Paulista, em São Paulo.

O caso aconteceu entre 17h e 19h. Matheus Carneiro invadiu o gabinete da juíza e a atacou, mas não conseguiu feri-la com gravidade. Louise Filgueiras sofreu cortes no pescoço, e o estado de saúde dela é estável.

De acordo com testemunhas o procurador parecia estar em surto, pois estava bastante alterado e dizia frases sem sentido como “corrupção no Brasil” e sobre “fazer um protesto”. O procurador ainda teria falado que deveria ter entrado armado no tribunal, “para fazer o que Janot deixou de fazer”.

Matheus Carneiro foi preso e encaminhado para a sede da Polícia Federal na Lapa, Zona Oeste de São Paulo. A juíza deve prestar depoimento na PF.

A Advocacia-Geral da União se manifestou através de nota e disse que “referente à prisão do procurador da Fazenda Nacional acusado de tentativa de homicídio contra juíza federal, o advogado-geral da União determinou a imediata abertura de sindicância investigativa no âmbito da instituição”.

“A Advocacia-Geral da União lamenta o ocorrido, registra irrestrita solidariedade à magistrada e repudia todo e qualquer ato de violência”, diz a nota.

Fonte: Portal Metrópoles

Comments

comments