Na manhã desta quarta-feira (30), o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas (PA), vereador Luiz Castilho, esteve na sede da União dos Vereadores do Brasil (UVB) em Brasília, onde foi recebido pelo presidente da entidade, vereador Gilson Conzatti.

Castilho demonstrou preocupação com a questão ambiental considerando o desastre de Brumadinho (MG), já que seu município tem atividade mineradora. Castilho falou de seus planos no exercício da presidência do legislativo municipal, afirmando que na sua passagem pela chefia do poder legislativo, pretende deixar um legado de transparência e aproximação com a sociedade. Castilho manifestou ainda, que nos próximos dias estará promovendo uma audiência pública para debater a segurança ambiental e pessoal dos moradores e trabalhadores da Vale no município e região.

O presidente da UVB, Gilson Conzatti, colocou a entidade a disposição da câmara paraense, sendo que na oportunidade entrou em contato com a vice-presidente da UVB, vereadora Irismar Melo, de Marabá (PA), para agendar uma ação conjunta dos municípios paraenses, também foi manifestado a realização de uma parceria entre os vereadores e câmaras da região com a UVB, visando promover um seminário nacional para debater o tema.

Atividade mineradora em Parauapebas

A atividade mineradora é desenvolvida principalmente na Mina de Ferro de Carajás, da Vale. A extração do minério de ferro representa a principal fonte de recursos do município: emprega cerca de 8.000 pessoas diretamente e cerca de 20.000 indiretamente. Além do minério de ferro, destaca-se a extração dos minérios de manganês e de ouro. A Vale exportou 3,8 bilhões de dólares estadunidenses em minérios em 2008, levando o município a atingir a oitava colocação entre os maiores municípios exportadores do país.

 

 

 

Texto – Assessoria de Comunicação da UVB

Comments

comments