Diversas vítimas compareceram à vigésima Seccional de Polícia Civil de Parauapebas para registrar queixa por sofrerem assaltos cometidos por uma dupla de assaltantes.

Não demorou muito para que a dupla fosse presa ainda na noite dessa terça-feira (15). Diante das diversas denúncias, o sub comandante Major Emmett solicitou apoio dos policiais da Ronda Ostensiva (ROCAM), cabo Lobo e cabo S Barros. Os PMs cercaram um perímetro do Complexo Altamira, onde registrou-se maior índice de assaltos.

Com o cerco fechado, minutos depois os policiais conseguiram efetuar a prisão de Fagner dos Reis Corrêa de 21 anos e um adolescente de 16. Eles foram capturados na Rua Guaçu, Bairro Casas Populares II.

A dupla confessou os arrastões. Para os crimes, eles usavam uma motocicleta Biz 125 de cor prata, bem como um revólver calibre 38. Um celular foi apreendido com os malandros.

Objetos apreendidos com a dupla, entre eles, o revólver 38 usado nos crimes

Pelo menos três vítimas reconheceram a dupla como responsável pelos assaltos. Uma testemunha que preferiu não se identificar, disse: “Eu estava acabando de chegar em casa quando fui abordada por eles. O moreno colocou a arma na minha cabeça, puxou meu cordão de ouro e levou minha moto com todos os meus pertences”, denunciou a vítima.

Fagner dos Reis já tem passagem pela polícia por furtos de residências. De acordo o major Emmett, ele teria sido preso há dois meses. “Esse indivíduo já é um velho conhecido da polícia nessas regiões periféricas, mas hoje, através de um cerco que deu certo, ele está voltando para a cadeia. A Polícia Militar de Parauapebas não vai mais tolerar esse tipo de pessoas no meio dos cidadãos de bem”, disse o Militar.

Os acusados ficarão presos à disposição da Justiça.

 

 

 

Reportagem e fotos de Diego Rodrigues

Comments

comments