Notoriamente, após a execução sumária da empresária Cidicleia Carvalho Vieira França, de 42 anos de idade, esposa de Isaías da Pioneira, secretário de Desenvolvimento, as polícias em Parauapebas intensificaram as rondas e investigações com ânsia de dar uma resposta positiva a sociedade local.

Na noite desta terça-feira (3), por volta de 21 horas, mais um acusado de assaltos na cidade foi morto em refrega com a PM. Ele foi identificado na madrugada desta quarta-feira (4) pelos familiares. Trata-se de Deyvid Isac Lima Pinto, de 20 anos de idade.

Deyvid Isac Lima Pinto já tinha passagem pela polícia

 

O  sargento PM Severo afirmou que ele e sua equipe havia acabado de entrar em serviço e ao abastecer a viatura saiu pela Avenida Liberdade em sentido ao bairro Novo Paraíso, quando se depararam com dois elementos a pés e em atitude suspeita. “Na abordagem, ordenamos que os dois parassem, levantassem as mãos e virassem de costas. Um deles não obedeceu ficando de frente, momento em que sacou de uma arma e atirou na direção do cabo Miller, instante em que o policial revidou a injusta agressão, atingindo o até então desconhecido. Achamos que havia atingindo a viatura, só depois descobrimos que a bala tinha ficado cravada no revólver calibre 32”, contou o policial, acrescentando que ao ser atingindo, o suspeito correu para o mato vindo a cair logo em seguida, enquanto que seu comparsa conseguiu fugir.

Ao perceber o ferimento do elemento, o sargento acionou o Corpo de Bombeiros, mas devido a demora, ele conduziu o baleado ao hospital, onde veio a óbito minutos depois.

De acordo com o delegado Fabrício Andrade, Deyvid Isac, já tinha passagem pela Delegacia acusado de uso de entorpecente.

 

Texto (Vinicios Nogueira)

Reportagem (Caetano Silva)

Comments

comments