Paysandu passa sufoco, leva gol, mas vira sobre o Manaus na semi da Copa Verde

Antes do jogo contra o Manaus/AM, o clima era de empolgação. Durante o confronto, os bicolores mergulharam em uma aflição. Ao deixar a Curuzu, a consolação. O Paysandu começou o confronto pela primeira rodada da semifinal da Copa Verde perdendo, mas buscou a virada e garantiu vantagem mínima para a decisão da vaga na final do certame.

O primeiro gol saiu ainda aos 36 minutos, quando o cruzamento de Cleitinho foi disputado por Edimar e Rossini na área do Papão. A bola morreu na rede de Marcão e o gol foi assinado pelo camisa 10 do Manaus. No final da primeira etapa, Walter aproveitou cruzamento da direita para cabecear para o empate bicolor, aos 48 minutos. No final do jogo, aos 44, Walter tocou e Cassiano se esticou para selar a vitória do Papão.

O resultado garante vantagem ao Paysandu para a partida da volta, porém, ela é mínima. O time de Dado Cavalcanti pode, no máximo, empatar com o Manaus para ir à final. Caso o Gavião do Norte vença por 1 a 0 ficará com a vaga. A partida da volta está marcada para as 21h da quarta-feira (11), na Arena da Amazônia, em Manaus (AM).

1º tempo: Manaus aproveita cochilo bicolor e Walter empata

Ainda embalado pela classificação sobre o Bragantino no campeonato paraense, no último sábado, o Paysandu entrou em campo alinhado com a torcida. Aos sete minutos, uma boa troca de passes que terminou com Cassiano escorando para o chute forte de Nando Carandina. A bola saiu por cima do travessão.

O jogo foi ficando lento e a torcida passou a pressionar. Aos 21 minutos, Walter reacendeu os bicolores em cobrança de escanteio que, se não fosse o goleiro Jonathan, terminaria com gol olímpico. Na sequência, o Papão até conseguiu colocar a redonda na rede. Foi em sobra da zaga num chute de Moisés, de fora da área. Mike jogou lá dentro, mas foi flagrado em posição irregular e teve o tento anulado.

Aos 36 minutos, o Manaus tinha acabado de ficar sem Nena, que sentiu problema muscular e pediu substituição. Com 10 em campo, Cleitinho saiu pela direita e jogou na área. Rossini disputou com Edimar e viu a redonda ir para dentro do gol de Marcão. Manaus 1 a 0!

Cassiano respondeu no minuto seguinte ao se antecipar à marcação em cobrança de escanteio. A bola saiu por cima do travessão de Jonathan. Aos 41, Cáceres cruzou na área e Moisés desviou de cabeça para uma defesaça do camisa 1 do Gavião. Aos 48, porém, Maicon Silva levantou e, ao tentar tirar de soco, o goleiro do Manaus escorregou. A bola seguiu para Walter, que, de cabeça, empatou o confronto. Foi o último lance da primeira etapa.

2º tempo: Walter vira garçom e Cassiano vira para o Papão

O jogo recomeçou mais equilibrado. Aos 15, o zagueiro Deurick foi para a área do Papão e cabeceou o cruzamento de Negueba rente à trave direita de Marcão. Cinco minutos depois, uma falha bizarra de Fernando Timbó quase provocou o segundo gol manauara. Wesley Napão ficou com a bola após escorregão do defensor, entrou na área, ficou de cara com o goleiro Marcão Milanezi e chutou torto pela linha de fundo.

Aos 22, Nando Carandina, que já tinha arriscado vários chutes de fora da área, enfim, acertou no gol. O goleiro Jonathan espalmou! No minuto seguinte, Walter recebeu na ponta e, ao invés de um cruzamento, tirou um chute que também foi afastado pelo goleiro do Gavião. O camisa 1 voltou a aparecer na sequência, aos 24, em chute de Fábio Matos de dentro da área. Ponte armado do goleiro e lamentação do camisa 10 bicolor.

O Manaus teve duas chances em sequência. Na primeira, aos 30, Negueba recebeu na canhota e bateu cruzado, só que Wesley Napão, de carrinho e sozinho, não conseguiu colocar na rede. Nove minutos depois, Romarinho foi entrando na área bicolor, saiu de três marcadores e teve o chute travado por Fernando Timbó.

O Papão, então, foi fatal. Aos 44 minutos, o Papão recuperou a redonda no meio-campo e disparou com Moisés. Walter recebeu na direita e tocou para a área, onde Cassiano se esticou todo para sacramentar a vitória de virada.

Aliás, os visitantes ainda tiveram duas chances de empatar o confronto. Aos 48, Paulão soltou uma tijolada de fora da área e Marcão espalmou com estilo. No minuto seguinte, no entanto, o goleiro do Paysandu só observou quando Clayton He-Man recebeu cruzamento sozinho na área e testou cruzado, mas pela linha de fundo.

Ficha técnica (Paysandu 2 x 1 Manaus)

Paysandu – Marcão Milanezi; Maicon Silva, Edimar, Fernando Timbó e Mateus Müller; Nando Carandina (Lucas Geovane), Cáceres (Danilo Pires) e Walter; Mike (Fábio Matos), Moisés e Cassiano. Técnico: Dado Cavalcanti

Manaus – Jonathan; Derlan, Paulão, Derick e Negueba; Panda (Clayton He-Man), Juninho, Cleitinho e Rossini; Wander (Romarinho) e Nena (Wesley Napão). Técnico: Igor Cearense

Gols: Rossini 36’/1ºT (Manaus); Walter 48’/1ºT (Paysandu); Cassiano 44’/2ºT (Paysandu)

Cartões amarelos: Mateus Müller, Danilo Pires, Mike e Moisés (Paysandu); Paulão, Negueba e Panda (Manaus)

Data: 27/03

Hora: 19h

Local: Curuzu (Belém/PA)

Árbitro: Marcos Mateus Pereira – MS (CBF)

Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz – MS (CBF) e Leandro dos Santos Ruberdo – MS (CBF)

Público: 6.540 (2.200 pag., 2.980 sócios e 1.360 cred.)

Renda: R$ 83.270,00

 

 

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password