Paysandu não quer perder seus 100% no Parazão

Passado o jogo contra o São Raimundo, o Re-Pa entrou definitivamente na pauta do Paysandu, como havia prometido o técnico Marquinhos Santos. Na Curuzu, desde o final do jogo da última quarta-feira que o ar está impregnado da mais pura rivalidade com os azulinos. Entre os jogadores, a ansiedade pela chegada do maior clássico da região é grande. “A gente sabe a importância de um clássico, que é uma partida em que todo mundo quer jogar”, salienta o atacante Cassiano. “Nós estávamos focados no São Raimundo. Não dá para pensar em dois jogos ao mesmo tempo. Agora sim é pensar no Re-Pa para que tudo dê certo no domingo”, diz.

O jogador salienta que um tropeço no confronto poderá jogar por terra toda a excelente campanha que vem sendo feita pelo Papão, cujo aproveitamento é de 100% na competição, com três vitórias, todas elas convincentes. “Uma derrota no clássico pode atrapalhar todo o nosso trabalho”, alerta. “Então todo mundo está focado e dedicado para que o time consiga um grande resultado”, garante. Embora o Re-Pa seja uma novidade para a maioria dos bicolores, alguns jogadores se conhecem de outras equipes.

No caso de Cassiano, do outro lado está Júnior Brasília, com quem ele jogou na época de Criciúma-SC. “Fico muito feliz de vê-lo bem, jogando, mas no domingo é cada um para o seu lado e eu vou lutar para ajudar o Paysandu a chegar a mais uma vitória”, promete o meia.

Ataque vem sendo ponto forte da equipe em 2018

Um dos principais motivos de preocupação da diretoria do Paysandu, tomando por base 2017, o ataque bicolor tem correspondido à altura neste começo da temporada 2018. Dos sete gols marcados pelo time nos três jogos que fez no Parazão, contra o Parauapebas (1 a 0), Castanhal (4 a 2) e São Raimundo (2 a 0), três foram anotados por atacantes de ofício, no caso Cassiano e Magno, que balançaram a rede por duas e uma vez, respectivamente.

Os outros quatro tentos da equipe foram anotados por jogadores de meio de campo, mas também com características ofensivas, sobretudo os meias Pedro Carmona e Fábio Matos, o primeiro autor de dois gols e o segundo responsável por um tento. Já o volante Nando Carandina, mesmo tendo estilo mais defensivo, também tem contribuído para a força ofensiva da equipe, tendo um gol na artilharia do Estadual. Os atacantes contratados e que já estrearam pelo clube, mas sem marcar gol, são: Peu, Renan Gorne, Mike e Moisés.

Os atacantes promovidos da base, no caso Anderson e Matheus Dias, ainda não tiveram a mesma oportunidade dada pelo técnico Marquinhos Santos aos jogadores Peu, Mike, Moisés e Renan Gorne. Os três primeiros fizeram duas partidas, cada um, enquanto o último foi utilizado em apenas um jogo.

(Nildo Lima/Diário do Pará)

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password