Pagamento do 13º injeta R$ 4,1 bi no Pará

Um dos benefícios dos trabalhadores com carteira assinada é o recebimento do 13º salário, que pode ser usado para diversos fins, como fazer um fundo de emergência, dar entrada em um veículo ou programar uma viagem, por exemplo. Dados divulgados ontem pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) mostram que até o final de novembro, quando vence o prazo para o pagamento da primeira parcela do décimo-terceiro de 2018, deverão ser injetados na economia paraense, aproximadamente, R$ 4,1 bilhões, nas duas parcelas do pagamento. Esse valor representa um crescimento de 4,62% em relação ao montante de 13º pago em todo o Pará no ano passado. Ainda de acordo com os estudos do Dieese, o montante do salário corresponde a cerca de 2,7% do PIB estadual.

A estimativa feita pelo órgão é de que 2 milhões de pessoas no Estado sejam beneficiadas pelo pagamento do 13º salário, sendo 883.991 beneficiários da Previdência Social, como aposentados ou pensionistas, e outras 1.081.741 pessoas referentes a ocupados no setor formal da economia (público e privado), contribuintes da Previdência. Já os empregados domésticos com carteira assinada abrangidos pelo décimo alcançam um total de 35 mil pessoas. Conforme mostrado nos estudos do Dieese, o número total de beneficiados com o pagamento representa um crescimento de 2,16% em relação aos que receberam o valor em 2017 (1.958.483 pessoas).

Do montante que deve entrar na economia paraense, o valor a ser pago aos beneficiários da Previdência soma R$ 1.271.243.518, ou seja, 30,7% do total. Os trabalhadores assalariados do setor formal de trabalho devem ficar com 68,4% do valor, que representa R$ 2.828.675.723. Já os empregados domésticos receberão R$ 35.105.000, que equivale a 0,8% do montante. No Estado do Pará, o valor médio do décimo-terceiro a ser pago para o conjunto de trabalhadores, de acordo com estimativa do Dieese, será de R$ 1.928,24. Quanto aos proventos da Previdência, o valor será de R$ 1.438,07. Os beneficiários do INSS receberão, em média, R$ 1.124,58, enquanto os empregados do mercado formal vão receber R$ 2.614,93. Cada trabalhador doméstico com carteira assinada terá direito a um valor médio no Pará de R$ 1.003.

 

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password