Policiais civis de Itupiranga, no sudeste paraense, tiveram que se deslocar ao município de Augustinópolis (TO), para prender Valmir Pinheiro, acusado de praticar o crime de violência doméstica contra a companheira e o crime de estupro de vulnerável contra a neta da companheira de apenas seis anos.

A prisão dele foi cumprida nesta terça-feira (02), como resultado de mandado de prisão preventiva requerido pela Polícia Civil durante o inquérito policial do caso.

 

 

O crime foi registrado em 18 de maio de 2018 em Itupiranga. A operação que levou à prisão do acusado foi comandada pelas investigadoras Joyce e Tatiane. Segundo o delegado Toni Vargas, ao tomarem conhecimento que o acusado, após os crimes, havia se mudado para a localidade de Praia Norte, em Augustinópolis, a equipe de policiais civis entrou em contato com a Polícia Civil do município tocantinense.

 

 

Os policiais civis do Pará e Tocantins iniciaram a investigação para capturar o acusado. Valmir foi localizado e preso em cumprimento do mandado de prisão preventiva.O preso será recambiado ao Estado do Pará para responder pelo crime.

Comments

comments