Motorista de aplicativo é preso por estuprar passageira e anotar rede social no corpo dela

Um motorista de aplicativo de transportes, de 41 anos, foi detido suspeito de ter estuprado uma passageira e anotar a rede social dele no corpo da jovem de 22 anos. O caso ocorreu na última sexta-feira (11), na cidade de Goiânia, em Goiás, e, segundo a Polícia Civil, a vítima estava alcoolizada e não teve chance de reação.

Segundo a delegada Ana Elisa Gomes, a vítima estava em uma reunião com amigos e, quando quis ir embora, uma conhecida dela chamou um motorista por um aplicativo de trânsito. Ana Elisa disse que a jovem se lembra “apenas de flashs”, como, por exemplo, “do motorista vestindo a roupa e mandando ela descer do carro da casa dela”.

De acordo com as investigações preliminares, o condutor manteve a garota dentro do carro por três horas, sendo que o percurso calculado pelo aplicativo seria de 15 minutos. Ela foi deixada em casa por volta das 4h15. Um dos detalhes mais absurdos do caso é que o motorista anotou o Instagram dele na canela da vítima, usando uma caneta.

A jovem fez exame no Instituto Médico Legal, no qual foi constatado o estupro. O criminoso foi detido no sábado (12) e ficou em silêncio durante o depoimento. Ele irá responder por estupro de vulnerável, já que a vítima estava alcoolizada e não tinha chances de reação.

O motorista já tinha passagens pela polícia por contrabando e homicídio culposo no trânsito.

Por meio de nota, a empresa Uber lamentou o crime em nota divulgada por sua assessoria e revelou que o motorista foi banido do aplicativo.

“A Uber repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência”, escreveu. A empresa se encontra à disposição para colaborar com as autoridades no curso da investigação ou de processos judiciais.

 

 

(Com informações do portal Metrópoles)

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password