Moradores do bairro Novo Brasil estão revoltados com o abandono do governo municipal. Segundo eles, falta educação de qualidade, saúde, rede de esgoto, e outras promessas não cumpridas pela atual gestão, como a construção da ponte do bairro que dá acesso a outras comunidades próximas e a construção da rotatória com acesso a PA-275, que serviria para dar segurança na entrada e saída da localidade.

Na manhã desta terça-feira (25) foi a vez do Novo Brasil realizar um protesto que paralisou por algumas horas da manhã o trânsito na PA-275 na altura do viaduto próximo ao bairro. Moradores queimaram pneus e gritavam as reivindicações. Após uma longa conversa, o Departamento Municipal de Trânsito e Transportes de Parauapebas conseguiu desobstruir a pista e liberar para o tráfego de veículos.

Pneus foram queimados pelos moradores em plena PA-275

Uma parte dos protestantes foram até a Câmara Municipal de Parauapebas cobrar, também, vereadores que fizeram promessas de ajudar o bairro.

Vereadores também foram cobrados na Câmara Municipal

Em conversa com o Papo Carajás, Leandro de Sousa, morador do bairro há mais de 20 anos, afirmou que o bairro Novo Brasil não é visto pela atual administração da cidade. Leandro enfatizou a questão da ponte de madeira situada na rua Buriti, que liga o local ao bairro Amazônia. Ela está quebrada há mais de um ano e desde então nunca foi construída, apesar de já ter sido licitada. “Hoje nossa comunidade clama por socorro e o povo que está no poder não dá o direito de fazermos essa cobrança. Não estamos sendo recebidos pelo poder público. Bloqueamos a PA-275 em protesto e se for preciso vamos bloquear a Prefeitura Municipal em buscas dos nossos direitos. Não tem infraestrutura, não tem Praça, não tem saúde, não tem nada, sem falar a ponte que nunca moveram uma palha para construí-la. É triste nossa situação, o Novo Brasil está triste de se ver”, ressaltou o morador.

A ponte deteriorada e inacessível é um dos grandes problemas do Novo Brasil

A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas para que a PMP se posicionasse mediante a situação, e recebeu a seguinte nota:

Sobre a obra da ponte do bairro Novo Brasil, a Secretaria Municipal de Obras (Semob) esclarece que:

A empresa vencedora da licitação para conduzir a obra foi obrigada a paralisar os serviços porque uma outra empresa concorrente que participou do processo entrou com mandado de segurança.

Por se tratar de uma questão judicial, não depende agora do governo municipal dar continuidade aos serviços.

A Semob conhece as dificuldades dos moradores e espera que esta situação seja resolvida o quanto antes. Assim, os serviços serão retomados para que a comunidade seja beneficiada com mais esta obra na cidade.

 

 

Vinicios Nogueira – Da Redação

Comments

comments