A Polícia Civil deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva contra Jalison Rodrigues Moraes, suspeito de ter cometido o assassinato de Bruno Guterres, de apenas 17 anos, no mês de fevereiro deste ano, no bairro Betânia, em Parauapebas.

A prisão do acusado ocorreu na tarde desta quarta-feira (28).

 

O crime

A vítima Bruno Guterres e um amigo estavam utilizando o Wi-Fi de uma residência na rua Matusalém, bairro Betânia, quando foram surpreendidos por vários tiros disparados por um homem que estava na garupa de um motociclista. O fato foi registrado na noite de um domingo (10) de fevereiro deste ano.

 

Após serem baleados, os dois foram encaminhados ao Pronto Socorro do Hospital Municipal de Parauapebas. Bruno não resistiu os dois tiros nas costas, sendo que um projétil atravessou seu coração.

O outro adolescente, mesmo atingido com três tiros, escapou da morte.

Comments

comments