Durante toda a terça-feira (22), áudios de ameaças proferidas por um suposto integrante da facção Comando Vermelho, o “Trem Bala”, contra rivais de Parauapebas, comunicando possíveis invasões dos bairros Primavera, Minérios, Bairro da Paz e outros, bem como a ligação da facção a homicídios fakes espalhados em grupos de  Whatsapp amedrontaram parauapebenses.

Rapidamente, os áudios se espalharam e ligavam aos homicídios fakes e ao incêndio de uma residência no bairro Nova Vida, ocorrido na segunda-feira (21).

Nesta quarta-feira (23), em entrevista a Rádio Árara Azul, o major Gledson Melo dos Santos, comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, esclareceu toda a situação e tranquilizou Parauapebas. De acordo o oficial, não tem como atestar se, de fato, os áudios foram realmente enviados por elementos ligados a fação Comando Vermelho. Gledson acredita que os áudios sejam uma iniciativa dos criminosos para desestabilizar a segurança da cidade. “Creio que é uma tática dos bandidos para desestabilizar a polícia e apavorar a população, mas isso não vai acontecer. Ressalto que os populares não precisam se preocupar, a polícia está nas ruas e mais homens serão colocados para garantir a segurança e paz da população. O índice de crimes caiu em largas escalas, isso é notório”, disse o major.

O comandante ainda revelou que a Polícia Civil já possuí nomes dos bandidos responsáveis pelos áudios. Ele enfatizou que, em relação as duas mortes na carceragem, não há como a polícia afirmar se foram homicídios ou suicídios – somente a perícia há de comprovar a causa das mortes – e nem ligar esta situação, bem como a casa incendiada por criminosos no bairro Nova Vida, aos áudios. “A população se apavorou e passou a espalhar os fakes, não com intenção de criar pânico, mas para alertar a todos de Parauapebas. Não tenham medo, a rotina de vocês deve continuar, estarei colocando mais policiais nas ruas, não por medo de ameaças de bandidos, mas para a segurança se fortalecer ainda mais”, finalizou.

 

 

Da Redação

 

 

 

Comments

comments