Informações no mínimo estranhas tentam dar sentido a execução sumária do jovem Allan Macedo do Amaral. O corpo dele foi encontrado hoje (10), Dia das Mães, no porta malas de um Classic de cor prata que estava estacionado atrás da Rodoviária de Parauapebas, no Bairro Beira Rio I. A informação do achado macabro foi repassada para a polícia, que logo foi ao local e certificou o crime.

Vítima foi encontrada morta no porta malas do Classic

Mas o que deixou muitos com uma “pulga atrás da orelha”, inclusive a polícia, foi a explicação para o crime.

Rafael Wilker Silva, amigo da vítima, explicou em depoimento que saiu de Parauapebas rumo a Belém, com Allan Macedo, na última quinta-feira (7). Na madrugada deste domingo (10), os dois retornaram de Belém – para Parauapebas – e quando iam saindo da capital, de acordo Rafael, eles foram surpreendidos por sete homens. Os elementos pegaram Allan Macedo, o colocaram no porta malas e o executaram a tiros.

O depoente ainda enfatizou que os bandidos ordenaram que ele retornasse para a Capital do Minério com Allan morto no porta malas, para que fosse entregue a família.

Tão logo souberam do crime, os parentes da vítima foram ao local do crime.

O caso estranho segue investigado pela polícia. A reportagem do Papo tentou entrevista com autoridades, o amigo da vítima e familiares, mas ninguém quis conversar nada.

Allan teve passagens pela polícia por tráfico de drogas no ano de 2015.

 

Comments

comments