Investigadores da 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas com o apoio das polícias Civil e Militar de Curionópolis agiram rápido e conseguiram recuperar uma camionete modelo S10 e prender duas pessoas envolvidas em um assalto que foi registrado por volta das 7h20 desta quarta-feira (5) no Bairro Vila Rica, em Parauapebas.

A equipe de reportagens conversou com a dona da residência que foi alvo dos bandidos e ela detalhou os momentos de terror que viveu juntamente com seus dois filhos. “Estava dentro de casa, tinha acabado de acordar e quando abri a porta dos fundos, dois elementos armados já estavam aguardando. Eles colocaram a gente no quarto e liberaram uma pessoa para procurar objetos de valores. Ao final, eles amarraram nossos pés e mãos, nos amordaçaram e fugiram levando uma camionete, uma moto, três celulares, uma televisão e outros objetos”, relatou a mulher que preferiu não ser identificada.

Ainda de acordo com a vítima, como ela ficou bastante nervosa, pediu aos bandidos que pudesse orar, pois seria o único jeito dela se acalmar. “Eles permitiram e eu orei a Deus e pedi que tudo fosse resolvido e que ninguém fosse ferido”, relatou.

Nossa equipe conversou também com o Delegado Élcio de Deus, Diretor da 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, ele detalhou como foi possível prender duas pessoas envolvidas no crime.

Delegado Élcio de Deus

“Assim que chegamos na Seccional, tivemos notícia do assalto e imediatamente fomos juntando as informações e soubemos que a camionete saiu de Parauapebas sentido Curionópolis, e foi aí que imediatamente pedimos reforço das polícias Civil e Militar de lá e logramos êxito em recuperar o veículo e prender um homem identificado como Robson Vaz dos Santos, que afirmou inicialmente que foi apenas contratado para levar o veículo até Marabá, mas depois descobrimos que ele tinha participação no assalto”, relatou Élcio.

Robson foi contratado para levar o carro até Marabá

Ainda de acordo com o Delegado Élcio de Deus, uma segunda pessoa envolvida no crime foi presa. Trata-se de Marcelina Silva, que segundo investigações, estava ontem com Robson em sua casa. Marcelina chegou a negar envolvimento no crime, mas depois confessou que teve participação.

Marcelina estava envolvida no crime

“As investigações sobre o crime continuam e já temos informações que em breve colocarão mais duas pessoas atrás das grades”, disse o Delegado.

 

 

 

 

Fonte: Pebinha de Açúcar

 

Comments

comments