Dois homicídios foram registrados na tarde deste domingo (26), em Parauapebas. Uma pessoa ainda não identificada pela reportagem foi executada com um tiro na cabeça no bairro Cidade Jardim, e a segunda vítima, também executada a tiros, só que na Vila Palmares II, trata-se do suplente do vereador Rafael Ribeiro, Avelino Andrade Costa, o Andrade de 49 anos, natural de Iguatu (CE).

Primeira vítima

Vítima no local em que tombou morta

Segundo informações repassadas a reportagem, dois homens em uma moto foram os autores da execução da primeira vítima, sendo que o da garupa efetuou um único tiro. O homem era pai de santo e conhecido como Manoel Vieira da Silva, 65 anos de idade, era espírita e atendia em sua casa pessoas que buscavam contato espiritual com pessoas já mortas. Manoel também auxiliava pessoas na busca de contatos com parentes e a quem precisava de uma resposta espiritual.

A polícia tomou conhecimento que há dias atrás Manoel chegou a hospedar em sua residência um criminoso acusado de assaltos e roubos a veículos. O fugitivo da polícia estaria a procura de “cobertura espiritual” quando a polícia fez um cerco, porém, o criminoso conseguiu escapar naquela ocasião.

A investigação acredita que o próprio criminoso voltou ao local e assassinou Manoel com um tiro. Uma das duas hipóteses são cogitadas, a de que Manoel estaria envolvido criminalmente com o assassino, ou que ele sabia demais e tenha sido executado como queima de arquivo.

Apesar de tudo, a vítima era considerada uma pessoa pacata na redondeza.

Andrade

Andrade foi vítima de execução

O suplente a vereador Andrade foi morto em um balneário conhecido como Zé da Praça, localizado na Palmares II, em Parauapebas.

Andrade havia acabado de chegar ao balneário e tudo indica que os criminosos já estavam o esperando no interior do estabelecimento. Ao se dirigir ao banheiro, a vítima foi abordada pelos dois criminosos, que fizeram uma revista para saber se Andrade portava alguma arma. Ao saberem que Andrade estava desarmado, os bandidos atiraram na vítima várias vezes. A polícia acredita que Andrade foi acertado fatalmente umas 15 vezes.

Após o crime, os assassinos saíram do local em um Onix de cor prata. Informações chegadas a polícia ressaltam que Andrade teria sido alvo de acerto de contas por dever dinheiro a um agiota.

 

Ele em foto de apresentação da urna eletrônica

Nas eleições de 2016, Andrade concorreu ao cargo de vereador de Parauapebas pelo então PMDB, hoje MDB, conquistando 895 votos.

Nossa equipe está colhendo mais informações dos dois casos e estará acrescentando os subsídios neste texto, logo mais. Acompanhe!

 

 

Vinicios Nogueira, Da Redação do Papo Carajás, com informações para atualização da matéria do repórter Caetano Silva

Comments

comments