Curionópolis segue na Campanha de Vacinação contra gripe
O Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe, os integrantes do público-alvo devem procurar uma unidade de saúde mais próxima de sua residência e se proteger contra a gripe até o dia 15 de junho. De acordo com os últimos dados do ministério, a campanha imunizou 35,6 milhões de pessoas no Brasil, o que equivale a 66% do público-alvo.
Em Curionópolis, todas as unidades de saúde realizam atendimento de vacinação. A meta de imunização dos grupos prioritários da campanha, estabelecida pelo Ministério da Saúde para o município, foi vacinar 90% de 3.977 pessoas, até agora 3.150 integrantes do público-alvo foram imunizados, a meta já foi alcançada nos seguintes grupos prioritários: professores, profissionais de saúde e puérperas.
A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) tem realizado diversas ações para alcançar o público-alvo da campanha tais como vacinação nas escolas, atendimento domiciliar de pessoas acamadas ou com dificuldade de locomoção e disponibilização de posto volante na zona rural, várias comunidade já foram atendidas: Vila Cutia, Vila Rica, Alto Bonito, Curral Preto, Acampamento Frei Henry, Cachoeira Preta, Vila bom Jesus e Sereno.
Também foram realizados o dia D da campanha de vacinação na sede do município, em 19 de maio, e o dia D na Serra Pelada, em 26 de maio. As ações contaram com a mobilização das equipes de saúde e contribuíram para o alcance dos resultados.
“É importante que as pessoas que integram o grupo prioritário e que ainda não se vacinaram, procurem uma unidade de saúde e se vacine, nossas equipes estão preparadas para atender a população. A gripe pode gerar muitos problemas sérios de saúde para quem tem a imunidade baixa”, destacou a secretária da Saúde, Kelma Oliveira.
Mortes por gripe
De acordo com o último levantamento do Ministério da Saúde, foram registrados 2.088 casos de gripe em todo país e 335 pessoas morreram em decorrência da doença. O tipo mais grave de gripe foi o H1N1, com 218 óbitos e 1.262 casos. Das pessoas que faleceram, 70% possuíam ao menos algum fator de risco, como idosos com mais de 60 anos cardiopatas, pneumopatas e com diabetes millitus.
Grupos prioritários
O grupo prioritário da campanha é formado por são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional.
Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password