Nesta sexta-feira (1), a Polícia Civil de Marabá, sul do Estado, prendeu Fernando da Silva Fernandes, que é acusado de integrar uma quadrilha que roubava dinheiro de agências bancárias, pela modalidade “chupa cabra”.

A prática criminosa “chupa cabra” é aquela na qual golpistas usam meios e ferramentas ilícitas para puxar envelopes depositados pelos clientes em caixas eletrônicos.

 

Golpistas retiravam envelopes antes dos funcionários do banco

 

Pinças, linhas e outros métodos são usados para retirar os envelopes guardados pelos caixas e roubar as somas depositadas – antes que sejam devidamente recolhidas pelos funcionários dos bancos.

O mandado de prisão preventiva de Fernando Fernandes foi cumprido pela Superintendência Regional da Polícia Civil no Sudeste Pará. A prisão foi decretada pelo Poder Judiciário da comarca de Água Azul do Norte.

 

 

 

Fonte: ORM

Comments

comments