Chefe de grupo de extermínio do Pará é preso no Ceará

 

A Polícia Civil do Ceará prendeu, na última segunda-feira (20), Marcelo Pantoja Rabelo, conhecido como “Marcelo da Sucata”. Ele é foragido da Justiça do Pará e investigado por ser o chefe de um grupo de extermínio que vitimou seis pessoas no Estado, em 2016, além do suposto envolvimento em uma dupla tentativa de homicídio, em 2018.

 

A prisão de Marcelo é resultado de uma ação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). No momento em que foi preso, o acusado estava em um posto de combustíveis em uma Toyota Hilux blindada. Durante a abordagem, os policiais encontraram um RG com a foto de Marcelo, mas com nome de terceiros. Ao ser questionado, ele informou que o documento era falso, e que utilizava de tal identificação em razão de se encontrar foragido no Pará.

 

Veículo blindado apreendido com ele

 

Em diligência até o imóvel de Marcelo, um condomínio no bairro Cocó (AIS 10), avaliado em quase R$ 2 milhões, a delegacia especializada apreendeu ampolas de anabolizantes, vários celulares, sendo um do tipo “satélite”, e caderno de anotações.

 

Materiais encontrados na casa do acusado

 

A prisão preventiva do acusado foi solicitada por meio da troca de informações, com o apoio da Polícia Civil paraense e a interlocução junto ao Tribunal de Justiça do Pará (TJPA).

 

Até a última atualização da Polícia Civil do Estado e da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Segup), Marcelo ainda está no Ceará, à disposição da Justiça, e responderá pelo crime de homicídio qualificado. A Segup informou ainda que, até o momento, não há pedido de recambiamento do preso para o Estado.

 

A Polícia Civil do Ceará agora investiga se o acusado possui envolvimento em atividades ilícitas no território cearense.

 

 

 

 

Fonte: ORM

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password