Carajás Handebol Clube conquista título inédito da Taça Cidade Imperatriz de Handebol

Nos dias 13, 14 e 15 a cidade de Imperatriz no Maranhão respirou o puro handebol. A Taça Cidade de Imperatriz de Handebol movimentou o município que recebeu equipes de várias regiões. A equipe do Carajás Handebol Clube que representa Parauapebas na modalidade conquistou o título inédito da competição.
A taça é realizada desde 2006, já são 12 anos de tradição que movimenta o calendário regional da modalidade e é um dos mais fortes da região Sul e Sudeste do Estado do Maranhão.
-Essa é uma competição na qual a gente tem muito zelo e carinho, ela faz parta do das festas do aniversário de Imperatriz. Nosso objetivo é manter a tradição de envolver os melhores times da região, além de receber de braços abertos e cuidar de todas as delegações – enfatizou Eurico Amadeus organizador do evento.
A edição deste ano foi realizado nos ginásios Marly Sarnei (SESI) e Centro Educacional ArteCeb. A realização foi feita pela Associação Esportiva e Cultural do Sul do Maranhão (Acema) e pela Liga Imperatrizanse de Handebol (LIHB).
A competição contou com a participação de 16 equipes nas categorias adulto masculino, feminino e máster. O Estado como Pará foi representado pelos times de RHC de Rondon, Carajás Handebol Clube, Tucuruí, Vigia e Paysandu. O Estado do Tocantins esteve presente com Xambioá, além das equipes da capital São Luís com a equipe da Aesf entre outras.
A equipe do Carajás Handebol Clube representou Parauapebas nas categorias masculino e feminino. O time feminino enfrentou as equipes Graça Aranha Handebol, AESF e Castelo. A equipe comandada pelo técnico Jurandir Cortez (Big) jogou três partidas, venceu uma e sofreu duas derrotas, desta fornão não conseguiu avançar para segunda da fase.
Na final do feminino o time do ISDH derrotou a equipe do RHC de Rondon do Pará e faturou o título. Para o técnico Antônio Fernandes de Rondon a derrota não final não deixou o time cabisbaixo, ele enfatizou que a competição foi muito importante e serviu de preparação para o campeonato paraense que será lançado no dia 18 de agosto.
“É uma competição das mais importantes da Região Pará, Maranhão e Tocantins. A taça teve equipes fortes de primeira linha como as de São Luís, equipes do Pará também, além da boa disputa a taça serviu de fase de preparação para nossa equipe que estamos visando o Campeonato Paraense 2018 e outras competições”, enfatizou o professor Antônio Fernandes.
A equipe masculina que foi a grande campeã enfrentou as equipes do Paysandu, Real, Vigia e Graça Aranha Handebol. Na trajetória até o título inédito foram quatro jogos com três vitórias e uma derrota. O CHC venceu o Paysandu, Graça Aranha e Vigia e perdeu para o time do Real na última partida da primeira fase por 29 a 24.
Na semifinal o Carajás despachou o time da Aesf pelo placar de 34 a 31e chegou a grande final onde enfrentou novamente o time do Real de São Luís.


A partida foi muito disputa e dramática sendo decidida nos segundos finais do jogo. A equipe do Carajás até que começou bem e abriu dois gols de vantagem em cima do Real, mas foi por pouco tempo. O time de São Luís reagiu e começou a mandar na partida. Meio casando e com dificuldades na armação o Carajás não conseguiu equilibrar o jogo e chegou a ficar atrás no placar quase o jogo todo. O Real chegou a abrir sete gols de vantagem, o atacante Josef (80) era o melhor em quadra. O tempo passava e o Real sempre à frente no placar, mas uma mudança no esquema tático feita pelo técnico Gilberto fez toda a diferença nos minutos finais de jogo. O Carajás passou a jogar no, 4 + 2 na marcação e conseguiu anular o forte ataque do Real que vencia o jogo por 26 a 24. O Carajás conseguiu ser eficiente na defesa e ganhou em velocidade no ataque e logo chegou ao empate em 26 a 26. Restando mesmo de 2 minutos para o final da partida veio a virada 27 a 26 Carajás. Em um erro de ataque do Real o Carajás foi preciso na finalização e marcou mais um, Carajás 28 x 26 Real. Após o gol o Carajás valorizou a posse de bola e esperou o apito final do árbitro para botar a mão na taça.
Final de jogo Carajás Handebol Clube 28, Real 26, Carajás campeã inédito da Taça Cidade de Imperatriz de Handebol 2018. Enquadra muita euforia e gritos de campeão por parte dos atletas e comissão técnica. Um dos destaques do Carajás, Dawson Luís destacou que o nível da competição foi muito elevado principalmente nos índices técnicos e táticos, além de ser uma preparação para o paraense de handebol 2018.
“Foi uma competição de alto nível tanto no índice técnico quanto tático com grandes equipes. Fizemos uma final muito disputada contra a boa equipe do Real, ganhamos na base da raça, força e união principalmente, isso que fez com valorizou mais ainda a nossa equipe. Vem ai o paraense de Handebol e a competição serviu de preparação para a nossa equipe, isso porque não toda vez que se consegue reunir tantas equipes boas, no masculino quanto no feminino” destacou Dawson Luís, jogador do Carajás.

CARAJÁS HADEBOL CLUBE
Kekel, Péricles, Marcos, Diego, Nilson, Jorlivan, Guilherme, Max, Helbert, Tarlei, Silvestre, Álvaro e Dawson. Técnico: Gilberto

REAL DE SÃO LUÍS

Cainan, Ricardo, Dede, Josef, Robson, Davi, Talison, Marcos, Kelson e Cauê.

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password