Candidatos alegam fraude e se recusam a fazer prova do Detran

 

O primeiro turno das provas do concurso promovido pelo Departamento de Trânsito do Pará (Detran) foi marcado por denúncias de fraude na manhã deste domingo. Candidatos que realizariam a prova no Colégio Santo Antônio, no bairro da Campina, alegam que a equipe responsável pela fiscalização de uma das salas não fez a abertura do lacre das provas diante dos candidatos – o que, segundo dizem os pleiteantes às vagas, pode significar que as provas foram sido violadas.

Os advogados e representantes da Fundação Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do concurso – se encontram no local fazendo registro de ata sobre o ocorrido.

Mesmo com a denúncia, a maioria dos candidatos optou por realizar a prova para comprovar presença no dia da avaliação. Após a entrega das provas, eles prometem ir à Justiça para solicitar anulação do concurso. A equipe de O Liberal foi impedida de acessar o colégio e aguarda informações dos advogados. Ainda não foi decidido se a avaliação marcada para a tarde de hoje no local vai ocorrer como previsto.

Os candidatos que disputam uma vaga no concurso do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) realizam a prova objetiva neste domigo (10). São 100 vagas ofertadas para os cargos de Agente de Fiscalização de Trânsito (66) e Agente de Educação de Trânsito (34). A remuneração é de R$ 2.191,52. O certame, segundo a Fadesp, recebeu quase 80 mil inscrições.

 

 

 

Fonte: ORM

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password