Caminhões-tanque vão abastecer nordeste e sudeste paraense

Um novo comboio com 10 caminhões-tanque foi encaminhado para a região nordeste paraense na manhã desta quarta-feira (30) para garantir o abastecimento de combustível a serviços essencias como saúde e segurança pública. Os caminhões saíram no início da manhã de hoje do Porto Miramar, em Belém, e são novamente escoltados por cerca de 200 agentes de segurança do Exército, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Graesp (Grupamento Aéreo de Segurança Pública). A mesma operação é realizada no município de Marabá, sudeste paraense, de ondem saem mais 10 caminhões-tanque para abastecer municípios daquela região.

“Estamos com duas operações simultâneas acontecendo no Estado. Esta aqui de Belém vai sair para abastecer outros municípios da região nordeste paraense que não foram abastecidos ontem. Mas também temos outra operação sendo realizada em Marabá, sob supervisão do Exército e Polícia Rodoviária Federal. Essa operação integrada vai atender a serviços essenciais como saúde e segurança dos outros municípios daquela região, que estão colapsados”, explica o coronel André Cunha, secretário adjunto de gestão operacional da Segup (Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará).

O secretario disse ainda que os dez caminhões têm cada um média de 15 mil a 20 mil litros de combustível para abastecimento. O objetivo da integração entre as instituições é assegurar o abastecimento de combustível para atender prioritariamente a área da saúde, não deixando faltar combustível para o transporte de pacientes e média e alta complexidade para os hospitais regionais, e para a capital, quando necessário.

A Segup informou na última segunda-feira (28), durante coletiva, que já faltam combustíveis em 17 municípios paraenses e 15 estão em situação de alerta, com estoque para no máximo cinco dias. A falta de combustível é mais preocupante no nordeste, sul e sudeste do Pará, com várias localidades sem reserva de gasolina.

Os municípios de São Félix do Xingu, Curionópolis, Canaã dos Carajás, Eldorado dos Carajás, Itupiranga, Rondon do Pará, São Miguel do Guamá e Santo Antônio do Tauá, entre outros municípios, já integralmente sem nenhum tipo de combustível. Em Uruará, Medicilândia, Brasil Novo, Altamira, Vitória do Xingu, Palestina do Pará, São Domingos do Araguaia, Dom Eliseu, Paragominas, Aurora do Pará e demais localidades, a provisão de combustível já está no fim, com armazenamento para durar entre três a cinco dias.

A greve dos caminhoneiros autônomos no Pará chega ao 10º dia hoje, em 17 pontos do Estado

Comments

comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password