Na manhã desta segunda-feira (20), um policial civil invadiu o prédio da Secretaria de Educação de Brasília, e atirou em uma servidora. A vítima, conhecida como Débora Tereza Correia, de 43 anos, morreu no local. Sergio Murilo dos Santos, 51 anos, era agente da PCDF e se suicidou logo após o crime.

 

Débora atuava na Subsecretaria de Gestão de Pessoas e mantinha um relacionamento com Sérgio, mas segundo uma amiga, os dois estavam separados. O policial já foi acusado de ameaça e perturbação da tranquilidade, em 2017 e 2018.

 

Segundo servidores que estavam no edifício na hora do crime, foi possível ouvir cerca de quatro quatro disparos. A vítima era concursada da Secretaria de Educação desde 2001.

Todas as atividades no edifício foram suspensas.

Comments

comments